Messengers-From-the-Stars-N1-1

O Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa vai realizar em 2016 – na sequência, aliás, do que aconteceu em anos anteriores – algumas importantes e interessantes iniciativas na área da Ficção Científica e do Fantástico…

… Das quais é de destacar em primeiro lugar, e obviamente, a quarta edição – ou «Episódio IV» – do colóquio internacional «Mensageiros das Estrelas», a 16, 17 e 18 de Novembro; as comunicações devem ser submetidas até 31 de Maio. Os tópicos podem incluir mas não são limitados aos seguintes: «Artificial Intelligence; Comic Books/Graphic Novels; Fan Fiction/Fandom; Fantasy and Children’s Literature; Fantasy and Science Fiction on Screen (Cinema, TV, Web, etc.); Fantasy and the Gothic; Imagination and Fantasy; Journey; Music and Science Fiction; Place and Non-place; Science and Fiction; Utopias/Dystopias; Videogames.» E tudo isto porque «Science Fiction and Fantasy objects are a permanent part of today’s cultural industry. From the margins to mainstream culture, their ubiquity demands critical debate beyond the preconception of pop culture made for mass entertainment.» É o regresso, dois anos depois, de um evento ao qual estou profundamente ligado pois, recordo, fui orador nas três edições anteriores e ainda concebi, co-organizei e participei (n)uma antologia de contos com a mesma designação, apresentada no «Episódio II», em 2012.

Porém, também merecem (honrosas) menções: a conferência «David Bowie Interarte-Texto-Media», a 22, 23 e 24 de Setembro, cujas comunicações devem ser submetidas até 17 de Junho, e que é apresentada como «an examination of Bowie’s oeuvre and its global legacies across the many media platforms and art spheres his creative output– from Starman to Blackstar and beyond – intersects with, including music, lyrics, video, performing arts, literature, theatre, film, television, the internet, exhibition, installation, design and fashion» – um evento mais do que justificado pelo carácter verdadeiramente… fantástico do perfil e do percurso do «thin white duke»; e o curso «O Fantástico e o Maravilhoso na Idade Média», entre 20 e 28 de Junho, cuja data-limite de inscrição é 13 de Junho, e que «pretende explorar as várias vertentes do fantástico e do maravilhoso no imaginário da Idade Média europeia, oferecendo uma pluralidade de perspectivas ligadas a este tema em representações textuais e/ou visuais anglo-saxónicas, entre outras, das quais se destacam a magia e a feitiçaria, espaços misteriosos, criaturas sobrenaturais, a metamorfose, e a figura do Diabo.»

E, «last but not least», há a registar – e a saudar – a criação, pelo CEAUL, de uma nova (e digital) revista: a «Messengers from the Stars: On Science Fiction and Fantasy, a literary journal dedicated to publishing blindly peer-reviewed academic papers on science-fiction and fantasy literature which, we hope, will contribute positively to the area of literary, cultural, visual and/or film studies and, as such, to a better understanding and appreciation of fantasy and science fiction.» O primeiro (e até agora único) número a ser editado inclui artigos de, entre outros, Alexandra Cheira, Diana Marques, Jorge Martins Trindade e Nuno Marques, e ainda um conto de Luís Filipe Silva.

Artigos relacionados:

  • Não há artigos relacionados