Ainda não é muito frequente a utilização das small presses em Portugal, pelo menos não ao nível da lulu.com ou semelhantes small presses anglo-saxónicas. O conceito da auto-publicação (também conhecido por vanity press, modelo em que o autor assume o risco da própria publicação, pagando os custos da mesma e assumindo a própria substituição) tem-se sofisticado graças à Web: agora não só é possível a auto-publicação de forma automática ou semi-automática com relativa facilidade (na maior parte dos casos, basta fazer um upload de um ficheiro Word, PDF, ou semelhante), como a própria small press se encarrega da divulgação via site e da venda a partir do mesmo.

A HM Editora é uma small press nacional (uma sociedade unipessoal criada por Hugo Mota em Leça da Palmeira). A partir de uma “loja online” com um aspecto muito semelhante ao das editoras nacionais que também usam a Web como canal de venda, esta editora engenhosamente coloca à disposição dos potenciais autores a possibilidade de verem, finalmente, as suas obras em papel. Dado que a editora não tem qualquer risco — não tem de guardar stocks nem se preocupar com a distribuição, as consignações, as montras das lojas — pode assim publicar “qualquer coisa”, sendo o mercado (os leitores) que decidem o que querem adquirir, o que permite, por sua vez, que qualquer autor potencial coloque os seus livros à venda através deste modelo.

“Império Terra” é um livro que o seu autor, Paulo Fonseca, descreve como “Um Novo Mundo Fantástico”. A promoção do mesmo tem ocorrido através de um blog próprio (muito à semelhança do que fazem os autores de bestsellers estrangeiros) mas também numa sessão oficial de lançamento, na Sala Visconti da Fábrica Braço de Prata em Lisboa, no próximo domingo, dia 28 de Fevereiro de 2010, pelas 17h, com entrada livre. Trata-se do segundo livro do autor, que já tinha publicado pela primeira vez através da Papiro Editora.

Artigos relacionados:

  • Não há artigos relacionados