Sedna, a deusa do mar para os Inuit, é o nome provisório do corpo planetário mais recentemente encontrado no Sistema Solar. A cerca de 10 mil milhões de km da Terra, e com aproximadamente 2000 km de diâmetro, trata-se da descoberta de maiores dimensões desde que Plutão foi identificado, na primeira metade do século passado.
Renasce a questão: merecerá esta nova descoberta o estatuto de planeta? É hoje bem sabido que o Sistema Solar engloba um largo número de corpos de pequenas dimensões, nomeadamente na zona exterior à órbita de Neptuno, e muitos cientistas consideram que Plutão não é merecedor do estatuto que ostenta, de nono planeta do Sistema, sendo apenas o maior elemento de uma larga família que vai sendo encontrada.
Para alguns não existem porém dúvidas de que existem corpos de maiores dimensões nesta extensa zona, e que serão encontrados um dia. Talvez o décimo planeta ainda venha a ser uma realidade…

Artigos relacionados:

  • Não há artigos relacionados