esa-ariane-rosetta96x100.jpgA sonda européia Rosetta enviou hoje o seu primeiro sinal à Terra, duas horas e 32 minutos depois do seu lançamento, feito na base de Kourou (Guiana Francesa). O director de apoio operacional e técnico da Agência Espacial Européia (ESA), Gaele Winters, informou que a Rosetta já enviou o seu primeiro sinal à Terra e que até agora tudo funciona de acordo com o que estava previsto.

A ESA acrescentou que a sonda Rosetta desprendeu-se com êxito das últimas partes do cometa lançador depois de 2 horas, 14 minutos e 57 segundos do lançamento, quando se deslocava a uma velocidade de 10,21 quilômetros por segundo e se encontrava a uma altitude de 1.376 quilômetros. A partir deste momento e depois de ter dado uma volta ao redor da Terra, a Rosetta iniciou a sua viagem no sistema solar.

Esta sonda foi lançada hoje às 4h17 (de Brasília) e tem por objectivo seguir o cometa 67P/Churiumov-Gerasimenko na sua órbita. Além disso, pousará sobre a superfície do seu núcleo daqui a mais de 10 anos.

O lançamento, previsto inicialmente para acontecer no dia 26 de fevereiro, teve que ser adiado por questões meteorológicas. O forte vento observado nas primeiras capas da atmosfera de Kourou obrigou a ESA a adiar o início da viagem em 24 horas. Um problema técnico observado no foguete lançador Ariane 5 adiou na sexta-feira passada, pela segunda vez, o lançamento da Rosetta.

Nessa ocasião, o desprendimento de um pedaço da espuma isolante que cobre o Ariane 5 fez com que os organizadores desta missão espacial temessem possíveis problemas no lançamento e dificuldades para que a sonda alcançasse a trajectória adequada em direcção à órbita do cometa. A mudança no movimento e a posição da Terra em relação ao cometa Churiumov-Gerasimenko corrigiram em um minuto a hora de decolagem.

Fonte: EFE (citada pelo «Clube de Astronomia»)

Artigos relacionados:

  • Não há artigos relacionados