Apesar de o conceito, e da discussão, terem começado, claro, com a «Utopia» de Thomas More (ou provavelmente antes – «A República», de Platão, também apontava para uma suposta «sociedade perfeita»), o certo é que foi o seu contrário, a distopia, que se tornou mais predominante na cultura popular. Na literatura avultam, em especial, «Bravo Novo Mundo» de Aldous Huxley e «1984» de George Orwell. Mas foi no cinema que o panorama, a perspectiva de sociedades futuristas problemáticas e/ou repressivas se difundiu decididamente. Deixamos duas abordagens ao tema, aqui e aqui.

Artigos relacionados:

  • Não há artigos relacionados