No âmbito da Ficção Científica e Fantasia em Portugal há que reconhecer que não foi só António de Macedo a ter em 2016 um ano particularmente positivo: também Luís Filipe Silva pode reclamar o mesmo, e já no passado mês de Julho listei vários motivos – colaborações, obras, intervenções – que lhe prenunciavam um ciclo solar particularmente produtivo e profícuo. Então deixei antever que mais poderia existir e acontecer no futuro próximo do autor de «O Futuro à Janela», e tal efectivamente aconteceu…

… Como a – muito importante – presença na Eurocon 2016, que decorreu em Barcelona entre 4 e 6 de Novembro, e na qual o Luís – frequentemente na companhia de outros portugueses como Carlos Silva, Cristina Alves e Tomás Agostinho – participou em nada mais nada menos do que quatro painéis, cujos temas incluíram a actual FC & F em Portugal, a existência (ou não) de uma FC específica do Sul da Europa, e a promoção da ficção científica europeia. A este evento «anormal» juntam-se outros dois que já se tornaram normais, para LFS e não só: Fórum Fantástico 2016, entre 23 e 25 de Setembro, em que ele foi um dos que estiveram «à conversa com a Oficina de Escrita Polícia Bom Polícia Mau», e ainda apresentou a nova edição do seu romance «A Galxmente»; Mensageiros das Estrelas 2016, entre 16 e 18 de Novembro, em que o Luís foi um dos oradores na sessão «Idos os dias do glorioso império – Visões de utopia e da FC portuguesa nos séculos XX e XXI».

Porém, o acontecimento mais relevante para Luís Filipe Silva no segundo semestre do ano passado terá sido (o anúncio d)a edição de uma nova versão de «Terrarium», por muitos considerado o melhor romance de sempre da ficção científica em Portugal, escrito em parceria com João Barreiros, e que, tal como aconteceu com «A Galxmente», é relançado pela Saída de Emergência revisto, melhorado e aumentado a partir da primeira impressão feita pela Editorial Caminho na (já algo distante) década de 90 do século passado – aliás, e concretamente, tal ocorreu em 1996, pelo que os 20 anos de uma obra fundamental foram condignamente celebrados, com a «ante-estreia», a primeira apresentação, da reedição a ser feita na Comic Con Portugal 2016, no passado dia 10 de Dezembro. No entanto, só a partir de 27 deste mês de Janeiro é que «Terrarium» estará à venda nas principais livrarias nacionais. No dia anterior os dois autores estarão presentes na tertúlia «Devoradores de Livros», que decorrerá na Livraria Leituria, em Lisboa

… E tanto Luís Filipe Silva como João Barreiros já têm pelo menos mais outro encontro com leitores marcado no calendário de 2017: a 19 de Maio, pelas 21.45, na «terceira temporada» da iniciativa «Sustos às Sextas», que se realizará, como as anteriores, no Palácio dos Aciprestes, em Linda-a-Velha, sede da Fundação Marquês de Pombal; com Cristina Alves serão os oradores no painel «Ficção Científica e Terror». Pelo que o «domínio filipino» deverá continuar… 😉

Artigos relacionados:

  • Não há artigos relacionados